13 03 17 posse

O Presidente da Associação dos Magistrados do Distrito Federal e Territórios, Juiz Fábio Francisco Esteves, prestigiou na tarde desta segunda-feira, 13/03, a solenidade de posse do Juiz José Eustáquio de Castro Teixeira no cargo de Juiz de Direito Substituto de 2º Grau, que foi removido pelo critério de antiguidade. O eleito irá ocupar vaga deixada pelo Magistrado Rômulo de Araújo Mendes, que tomou posse como Desembargador da Justiça local, no último dia 20 de janeiro.

Na mesma cerimônia, tomaram posse no cargo de Juiz de Direito de Turma Recursal dos Juizados Especiais do DF, os Juízes Fabrício Fontoura Bezerra, por antiguidade; Soníria Rocha Campos D'Assunção, por merecimento; e Almir Andrade de Freitas, por antiguidade,

A Cerimônia ocorreu na Sala da Presidência do TJDFT e foi conduzida pelo Presidente da Casa, Desembargador Mario Machado Vieira Netto. Também estiveram presentes o Corregedor da Justiça local, Desembargador José Cruz Macedo, demais autoridades, familiares e amigos

A Juíza Soníria proferiu discurso em nome de todos os empossados, em sua fala a Magistrada compartilhou com os presentes que sempre sonhou ser Juíza e destacou a importância de lutar pelos sonhos. “Essa posse nos fez refletir, e diante desses novos desafios renovamos nossos sonhos e nos deixamos ser renovados por eles. Ajustamos nossos passos, estamos prontos. Os sonhos não são instantes, eles nascem, crescem e nunca devem morrer, assim como não morreram em nós”, finalizou a empossada.

Natural de Belo Horizonte e formado pelo UniCeub, José Eustáquio de Castro Teixeira ingressou na magistratura do DF em 3/2/1995, como Juiz de Direito substituto, sendo promovido a Juiz de Direito, em 10/10/97. Foi Juiz auxiliar no TRE/DF e membro da Comissão Permanente de Avaliação Documental do TJDFT, por último ocupou o cargo de Juiz titular da 7ª Vara da Fazenda Pública do DF.

Natural de Goiânia (GO), Fabrício Fontoura Bezerra tomou posse como Juiz de Direito substituto do TJDFT em 3/2/95, sendo promovido a Juiz de Direito em 20/03/98. Formado pelo UniCeub, tem pós-graduação em Direito Privado e Direito Processual Civil. Com vários elogios em seus assentamentos e participação em diversos cursos de aperfeiçoamento, integrou comissões, comitês e núcleos de trabalho na esfera administrativa do TJDFT, inclusive na qualidade de presidente e coordenador. Foi gestor das Metas Nacionais do Poder Judiciário, no 2º Grau de Jurisdição, Juiz eleitoral, Juiz assistente da Presidência e da Corregedoria da Justiça do Distrito Federal. Estava lotado na 7ª Vara de Família de Brasília.

Formada pela AEUDF e natural de Brasília (DF), Soníria Rocha Campos D'Assunção ingressou na magistratura do DF também em 3/2/95, sendo titularizada em 20/3/98, perante a 1ª Vara Criminal do Gama. Bastante elogiada por sua atuação profissional, com destaque na área da execução fiscal, integrou a Comissão responsável por, juntamente com a Procuradoria-Geral do DF, estudar medidas normativas visando o aperfeiçoamento das atividades dos Juizados Especiais da Fazenda Pública do DF e da Vara de Execuções Fiscais do DF e foi ganhadora do Prêmio Conciliar é Legal, concedido pelo CNJ. Foi titular da Vara de Execuções Fiscais do DF, é Coordenadora do Programa Nacional de Governança Diferenciada das Execuções Fiscais, da Corregedoria Nacional de Justiça.

Almir Andrade de Freitas é outro goiano, natural de Mara Rosa. Tomou posse como Juiz Substituto do DF na mesma data que os anteriores, sendo promovido a Juiz de Direito em 2/7/1999. Formado pela Universidade Federal de Goiás, tem especialização em Direito Penal e Processo Penal, Direito Administrativo e Direito Privado. Merecedor de muitos elogios ao longo da carreira, atuou como Juiz convocado, Juiz do TRE/DF, Diretor do Fórum de Taguatinga e Diretor do Fórum de Brasília. Por último ocupou o cargo de Juiz titular da 2ª Vara de Órfãos e Sucessões de Brasília.

+ Fotos

 

ASCOM/Amagis-DF – 13 de março de 2017